1 de set de 2014

[VÍDEO DA SEMANA]


Lembro de ter comentado na semana passada que coisas aconteceram, me fizeram pensar e querer escrever um monte aqui pra vocês. Só não o fiz, porque tinha uma outra situação em que não poderia perder a oportunidade. Certo. Vou tentar escrever hoje o que era para ter sido escrito semana passada.

As vezes acho muito engraçado esse negócio de fã. Existem tantas razões para se ser fã de alguém... eu poderia dizer várias! Mas sei lá, é estranho... as vezes parece que o motivo de eu ser fã da Sandy e do Junior é uma coisa maior, que foge da minha compreensão e vai além do que minhas palavras podem descrever. É mais do que achar legal; é mais do que ter vivido aqueles anos maravilhosos; é mais do que me identificar com o jeito que eles vivem ou me encontrar nas músicas deles. É uma coisa de alma, é uma coisa que nasceu programada em mim. É maior que tudo, sabe?! É uma ligação, uma coisa que não me deixa nenhum dia da minha vida... é forte demais. Mesmo hoje, com a dupla separada, o amor parece que fica maior. E quando digo que ainda sou fã de Sandy & Junior, é verdade! Ainda me encontro muito nos trabalhos antigos deles... e isso não é porque vivo de passado.

E porque to dizendo tudo isso para vocês?
Porque semana passada eu me peguei vivendo e sentindo todas essas coisas.
Por alguns dias me vi totalmente entregue à uma música de 1999, como se estivesse ouvindo pela primeira vez. Como se todas aquelas palavras, que já fizeram muito sentido na época, fossem totalmente novas e eu estivesse descobrindo uma música que poderia chamar de minha. Que coisa louca isso, né?! Há 15 anos escuto "Outdoor" e nunca foi tão real. A identificação é intensa...

Quando esse tipo de coisa acontece, me mostra que eu não to aqui a toa. Me dá provas do que eu já sei e que posso ilustrar com uma frase dessa música, para resumir o post inteiro: "Eu não sei explicar esse amor que nasceu... está em mim, é seu, te amo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...